Usuários de bancos agora podem abrir e fechar contas via internet

1908

Abrir e fechar contas bancárias (como conta corrente e de poupança) usando a internet agora é uma realidade. O Conselho Monetário Nacional (CMN) regulamentou, na última sexta-feira (22), as regras para as operações.

De acordo com informações do Banco Central (BC), para que a segurança dos usuários não seja comprometida, os bancos devem adotar procedimentos e controles que garantam a autenticidade dos documentos eletrônicos. Para tanto, poderão ser adotadas tecnologias como contato por vídeo, de reconhecimento de voz e assinaturas com certificação eletrônica.

“O objetivo é permitir que haja facilidade maior para abertura e encerramento de contas e incorpore nesse processo toda a inovação tecnológica”, disse a chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do BC, Silvia Marques.

Regras tarifárias para contas abertas por meio de processo eletrônico são as mesmas das com abertura nas próprias agências, assim como as relativas à situação cadastral, prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

Outras aprovações

  • Fica proibida a recusa de atendimento de clientes de outros bancos nos caixas

O CMN também aprovou resolução que proíbe a recusa de atendimento em caixas convencionais de clientes de outro instituição bancária. Se um cliente de um banco for a um caixa de outro pagar um boleto, por exemplo, terá que ser atendido.

As exceções são para os casos de pagamento de cheques, boletos vencidos e convênios, que obrigam a ser feito em um banco específico.

Segundo Silvia Marques, a resolução esclarece as regras é resultado de reclamações de clientes que não foram atendidos no caixa.

  • Facilita captação de recursos

Outra aprovação é a que facilita a captação de recursos pelo banco para oferecer crédito imobiliário e para o agronegócio.

Como resultado, os bancos agora podem comprar Certificados de Recebíveis Imobiliários e de Recebíveis do Agronegócios oferecidos por companhias vinculadas à instituição compradora.

 

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários