Imposto de Renda: cinco coisas que você pode deduzir e não sabe

716

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda (IR) é esta sexta-feira (29), mas vários contribuintes ainda possuem dúvidas em relação ao que pode ou não deduzir. Algumas respostas são, na verdade, contraditórias.

Por exemplo, cirurgia plástica pode ser deduzida quando feita por questões de saúde e não pode quando é por estética da pessoa. Contudo, até que ponto a estética não está relacionada à saúde? São fatores subjetivos que passam por análise.

Com isso, a primeira coisa que você pode deduzir e não sabia é: cirurgia plástica.

E os dentistas?

Há quem declare até despesas com simples visitas ao dentista devido a uma limpeza ou algo do tipo, sem sequer ter uma cárie. Parabéns a esse contribuinte, sua saúde bucal pode estar ótima.

Um cuidado muito importante: agora os dentistas devem declarar cada paciente atendido, serviço feito e o valor de cada procedimento, o que dificulta aquela dedução que foge da realidade.

Dentaduras e aparelhos são os líderes de deduções nesta área. Mas não é apenas a colocação em si, suas manutenções também podem ser deduzidas juntamente com o clareamento dental.

Com isso, investimentos (nem sempre são custos) em dentistas também podem ser deduzidos em seu Imposto de Renda.

“Investi (ou gastei) em minha saúde lá no exterior, por meio de consultas ou intervenções médicas. Posso deduzir?”

Sim, pode deduzir tratamentos médicos e utensílios de saúde, como por exemplo o marca-passo. Vale orientar que as passagens aéreas ou rodoviárias (e por que não ferroviárias?) devem ser descontadas.

Logo, despesas médicas no exterior são dedutíveis.

E se seu médico recomendou a massoterapia, você também pode deduzi-la. A massoterapia é aceita como despesa.

Só não vale massagens relaxantes.

E por último temos itens ortopédicos. Quem tem pisada pronada ou supinada sabe o que é ter um calçado desproporcionalmente desgastado.

Sendo assim, palmilhas e pernas mecânicas são considerados dedutíveis em seu imposto de renda.

Não sabe como fazer para deduzir? Consulte um Contador e livre-se da malha fina.

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários