Nichos: como ser um contador especializado?

3170
ads-topo-3

Se antes, nos inícios da televisão, por exemplo, existiam poucas opções de canais e programas televisivos, o que se vê agora é uma infinidade de opções, que atendem a todos os gostos. Estamos falando sobre produtos e serviços para nichos, fatias menores de um mercado, que não atendem a grandes massas e que possuem um público menor, mas muito mais apaixonado pelo assunto e quer resolver um problema em seu dia a dia. É o foco no desejo do cliente, que agora é visto como um todo e para fazer negócios com ele é preciso entender seus anseios. Além disso, em épocas de excesso de concorrência, focar-se em nicho também permite diferenciar-se e posicionar-se de uma forma diferente no mercado.

Um mercado que também está passando por transformações é o dos escritórios de contabilidade, que podem se especializar escolhendo um mercado mais específico para atuação, diferenciando-se da concorrência e se tornando uma referência respeitável e lembrada naquela área.
O contador visionário acompanha essas mudanças e tendências de mercado e busca oferecer soluções pra ele de uma forma mais segmentada. Ou seja, oferecer serviços direcionados à fatia menor, como a dos médicos, das instituições de ensino, das academias de ginástica e até das startups, já que muitas delas nascem com propostas tão disruptivas e inovadoras, que nem sempre quem as conduz sabe o que fazer para geri-la adequadamente.

Para focar-se em um nicho é preciso primeiramente avaliar seu conhecimento como profissional e sobre aquele mercado, entendendo a região em que ele está mais presente e elencando pontos relevantes nesse mercado. É preciso ainda buscar informações sobre entidades de classe para entender melhor o tamanho deste segmento. Outro passo importante é determinar as caraterísticas fiscais e tributárias prioritárias deles e entender se o benefício de focar-se nele será maior que o trabalho que ele vai representar ao profissional e também o lucro que ele trará.
Para trabalhar bem para este nicho é preciso capacitar a equipe que trabalhará com você, que precisa conhecer o segmento a fundo e entender regras fiscais e tributárias dele. E associado a isso trabalhar bem a comunicação entre a equipe, falar a língua do cliente clareando a informação e planejar estratégias de marketing que possam atingir este público mais segmentado de forma efetiva, afinal, ele pode estar mais espalhado.

O funcionamento da operação no dia a dia também é algo que deve ser planejado, processos e rotinas precisam ser bem definidos e a escolha de ferramentas para a equipe é essencial para ajudá-lo a controlar as atividades. Em conjunto, estas ações vão contribuir para o sucesso do negócio e permitir que ele cresça de uma forma planejada, focada, especializada e escalável.

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários