Seguro-desemprego: Governo estuda pagar parcelas extras

1595

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo aos Trabalhadores (Codefat) emitiu nota técnica onde afirma que cerca de 500 mil pessoas podem ser beneficiadas com a concessão de duas parcelas adicionais do seguro-desemprego, ao custo de R$ 500 milhões.

A possibilidade, que é um estudo realizado pelo Ministério do Trabalho e já foi usada em 2008, será tratada com entidades sindicais no próximo dia 20 e, se aprovada, contemplará demitidos sem justa causa no primeiro semestre de 2016.

Segundo dados do IBGE, o primeiro trimestre registrou 11,8 milhões de desempregados, quando no mesmo período de 2015 o número era de 7,93 milhões. Um aumento de 3,87 milhões.

A nota técnica emitida pelo Codefat traz ainda a informação de que o prazo médio de busca de emprego subiu em 14 semanas de abril de 2014 ao mesmo mês de 2016: de 22 a 34.

De acordo com o Boletim Financeiro do FAT, que depende do Tesouro Nacional para fechar as contas, aponta que a estimativa de gasto com o auxílio-desemprego neste ano é de R$ 37,679 bilhões.

 

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários

ADS-BOTTOM-GESTAO-NFE