Contador: irregularidades deverão ser reportadas a partir de 2017

4004

Uma nova norma internacional, a Noclar, deve entrar em vigor no Brasil a partir de julho 2017 e com ela os profissionais da contabilidade terão ainda mais responsabilidades sobre irregularidades, suspeitas ou confirmadas, descobertas no exercício de suas funções.

Isso ocorre porque o Noclar, sigla de “Não conformidade com leis e regulações” em inglês, torna obrigatório os profissionais comunicarem desvios de leis e regulamentos às autoridades competentes, sem quebrar o sigilo profissional.

Recentemente postamos o artigo “Contador: o profissional essencial para qualquer empresa”, onde citamos que a presença desse profissional nas empresas coíbe irregularidades, de funcionários a diretores, junto à Receita Federal. E ainda que o profissional pode responder solidariamente, já que a auditoria contábil compreende analisar os registros contábeis como balanço patrimonial, fluxo de caixa e outros tantos.

Por meio de reportagem publicada pelo jornal Valor Econômico, o presidente do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), Idésio Coelho, informou que a nova norma cria desafios principalmente para aquele profissional que tem vínculo empregatício, já que auditores independentes podem (devem) romper o contrato. “No limite, o profissional pode ser obrigado a pedir demissão, então é uma coisa muito grave”.

Ainda de acordo com a reportagem, uma sessão aberta ao público será realizada no próximo dia 18 de novembro, com a participação de um especialista do Iesba, sigla em inglês para “Conselho Internacional de Normas de Ética para Contadores”. Mais informações podem ser obtidas a partir do site da Ibracon.

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários

ADS-BOTTOM-GESTAO-NFE