Boleto vencido: poderá ser pago em qualquer banco

1287

Um novo sistema anunciado pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) vai impactar diretamente na maneira como a sua empresa e os seus clientes lidam com pagamento de boletos vencidos. Isso porque a novidade vai permitir que mesmo os títulos que já tenham passado da data de vencimento possam ser pagos em qualquer banco, diferente do que acontece hoje.

Segundo a Febraban, o novo sistema deverá iniciar o seu funcionamento a partir do mês de julho. Porém, a implantação da plataforma seguirá um cronograma que deve se estender ao longo de todo o ano. Em outras palavras, as coisas não vão mudar da noite para o dia e haverá pelo menos seis meses até que os agentes bancários e as empresas possam se adaptar por completo à novidade.

Cronograma de implantação do novo sistema de boletos vencidos

A partir do dia 10 de julho, o novo sistema implantado pela Febraban vai permitir que os boletos bancários cujo valor seja superior a R$ 50 mil possa ser pago em qualquer banco mesmo após o vencimento. A ideia é começar com um valor mais alto – e que corresponde à minoria dos boletos bancários emitidos – para perceber se há falhas no sistema ou correções que precisem ser feitas.

A partir do dia 11 de setembro, a regra de pagamento de boletos vencidos em qualquer banco passa a valer para documentos cujo valor seja acima de R$ 2 mil. Já no dia 13 de novembro é a vez de os boletos com valor acima de R$ 200 começarem a ser aceitos em qualquer banco após o vencimento; por fim, o cronograma prevê que no dia 11 de dezembro todos os boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco.

Mais segurança na emissão de boletos

De acordo com Walter Tadeu, diretor adjunto de Operações da Febraban, a nova plataforma foi desenvolvida junto com todos os agentes bancários e tem como principal objetivo, além de facilitar a vida dos consumidores, aumentar o nível de segurança nas transações. Com isso, a Federação espera reduzir o número de fraudes, que lançam mão de boletos bancários para fraudar condomínios, escolas e seguradoras, por exemplo.

Dois exemplos disso são os boletos falsos enviados como se fossem emitidos por alguma entidade de classe e que acabam sendo pagos por falta de conhecimento dos consumidores. Há também os sites maliciosos que emitem segunda via de boletos fraudulentos, gerando prejuízos para pessoas físicas e jurídicas.

Com a nova plataforma, todos os boletos emitidos estarão armazenados dentro de uma mesma base de dados. Se houver algum tipo de divergência na hora do pagamento, então ele não será autorizado e somente o banco que emitiu a cobrança é que poderá recebê-lo. Com isso, a expectativa é que o número de golpes relacionados aos boletos bancários diminua.

Boletos vencidos: pagamentos de juros automático

Outra novidade trazida pelo novo sistema da Febraban diz respeito à forma de cálculo de juros ou multas relacionadas a boletos vencidos. Até então, era preciso que o consumidor fosse até um caixa bancário para que o atendente pudesse calcular corretamente os valores a serem pagos a mais por ocasião dos atrasos.

A partir de agora, esse cálculo deve ser feito de forma automática, o que permitirá, por exemplo, que mesmo os boletos vencidos possam ser pagos não somente em qualquer banco, mas também em caixas eletrônicos e via internet banking já incluindo os valores de multas e juros quando for necessário.

O sistema atual utilizado pelos bancos brasileiros para gerenciar os boletos bancários já tem mais de 20 anos em funcionamento. Ainda não foi informado se esse novo sistemas de geração de boletos terá um custo mais alto para os agentes bancários. Entretanto, os valores cobrados pelo acesso ao serviço de emissão de boletos variam de banco para banco, de forma que não cabe à Febraban comentar sobre o assunto.

Fonte: IOB

* É permitida a reprodução parcial ou total deste material, desde que citada a fonte com link.

Comentários

Comentários